como definir o público alvo
Gestão de Negócios

Como definir o público-alvo de uma loja de calçados?

Clique e baixe o ebook com 7 ideias de ações de vendas para lojistas.

Na hora de rodar as ações do seu negócio, saber como definir o público-alvo da melhor forma ajuda a ter mais assertividade, a economizar tempo e a gastar menos dinheiro, inclusive.

A partir da definição do público-alvo, você fará todo o planejamento estratégico da loja de calçados de forma muito mais organizada e orgânica, com ações de marketing direcionadas e com campanhas de vendas condizentes com a realidade do consumidor.

Para te ajudar nesse processo, reunimos dicas importantes na hora de definir o seu público. Dessa forma, a atividade será menos confusa e, principalmente, guiada por dados reais. Continue a leitura e confira!

Faça pesquisas de mercado

O primeiro passo para entender como segmentar o público-alvo é realizar pesquisas de mercado em canais focados e especializados no segmento calçadista.

Ter curiosidade sobre os dados do mercado pode promover grandes mudanças na forma de gerir uma loja de calçados, para além da estruturação do público, ajudando a delinear os nichos trabalhados e a estabelecer e acompanhar métricas. 

Por isso, é importante estudar e compreender a fundo o mercado de atuação, identificando padrões de comportamento, tendências e outras novidades.

Pessoas pesquisando para entender a melhor de como definir seu público-alvo.
Fazer pesquisas e levantar dados sobre seu negócio é fundamental para definir o público-alvo. Foto: Reprodução | John Schnobrich

A pesquisa mercadológica ajuda a reconhecer problemas e oportunidades, indicando caminhos para obter sucesso nas vendas. Além disso, ajuda a acompanhar quais são os principais sistemas de vendas e de distribuição. 

Com o levantamento, você também aprende a identificar calçados de qualidade e a aplicar as boas políticas de preços, diferenciando-se da concorrência de forma segura.

Dessa forma, é possível avaliar a lucratividade do segmento de sua loja, reconhecer novas tendências, avaliar a performance dos produtos e identificar a que preços esses artigos podem ser comercializados sem ter prejuízos.

Na hora de realizar o estudo, existem alguns canais que possuem informações atualizadas e que lançam materiais gratuitos com frequência. São eles:

Abicalçados

A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) é um dos maiores portais de notícias e de relatórios do segmento calçadista. Além disso, ele também reúne dicas de eventos e de feiras para acompanhar.

A página de inteligência do mercado reúne informações importantes para entender o cenário do comércio calçadista, fundamentais na hora de definir seu público-alvo, como principais modelos fabricados no ano e para qual gênero houve mais produção.

Ablac

Outro grande canal de notícias para lojistas do segmento calçadista, o portal da Associação Brasileira de Lojistas de Artefatos e Calçados (Ablac) é, inclusive, organizador de uma das principais feiras de calçados do país, a Francal Ablac Show.

Entre notícias, artigos e revistas, o canal de informações dá insights importantes para quem já está no comércio e para quem deseja abrir sua própria loja de calçados.

Blog da Daniel Atacado

O blog da Daniel Atacado é um canal atualizado mensalmente com conteúdos relevantes para lojistas de calçados. Com dicas de gestão, informações sobre o mercado, ideias para ações de vendas e materiais sobre como vender online, o canal é constantemente alimentado com informações importantes e recentes.

Realize pesquisas de público

Aplicar pesquisas com o público do segmento contribui para o entendimento de mercado. Entre as respostas frequentes para o levantamento, podemos listar como o produto é recebido, quem pode se interessar por ele e qual o preço que o consumidor está disposto a pagar.

Pessoas em reunião entendendo como definir o público-alvo da loja de calçados.
Faça reuniões e analise bem o que foi levantado na hora de estabelecer o público-alvo. Foto: Reprodução | Tim Gouw

Para gestores que têm dúvidas sobre como descobrir o público-alvo, uma ótima dica é utilizar o cadastro dos clientes. Além de informações pessoais, como nome, idade, telefone, endereço, sexo, profissão, renda mensal, ocupação e localização, é importante conter também os produtos que os consumidores compram, o porquê e com qual frequência.

Portanto, defina o objetivo da pesquisa, quem será o público, quantas pessoas deverão responder e elabore um roteiro básico com perguntas simples e diretas, que já foram testadas e validadas internamente. Depois de aplicada, reúna as respostas e analise os resultados.

Outra dica para entender o que esperar do seu público-alvo é ler relatórios de tendências e de comportamento encontrados na internet. Portais como a World Global Style Network (WGSN) lançam, constantemente, materiais que destacam o que esperar dos consumidores em relação a comportamento.

Realize pesquisas na sua cidade

Para além das informações gerais sobre o segmento e sobre o perfil do consumidor, analise sua cidade e o comportamento do cliente local. 

Algumas regiões do Brasil possuem características bastante específicas e que devem ser levadas em consideração na hora de criar as ações de marketing e de redigir os textos de panfletos, de outdoors e até de anúncios online.

Pessoa estudando o levantamento de dados para definir o público-alvo.
Levantar dados sobre sua região te ajuda a entender melhor o público-alvo e seus costumes.

Entender o funcionamento do comércio local é fundamental para estruturar campanhas que façam sentido para o seu cliente.

Sempre se baseie em dados

Tanto a pesquisa de mercado quanto a de público te auxiliam a estruturar um perfil de consumidor guiado por dados. Dessa forma, você conta com a garantia de que está alinhado com informações que vão além de achismos.

Não tenha preguiça de fazer pesquisas e levantar referências, pois essa tarefa irá impactar diretamente nos resultados do seu negócio.

Perguntas para guiar a tarefa

Na hora de estruturar seu público-alvo, existem algumas perguntas que podem facilitar o processo. Confira cada uma delas e busque as respostas:

Quais marcas são referência?

Na hora de pensar no seu público, liste marcas que já são referências para ele. Além disso, pense no porquê essas empresas o atrai e como elas se comunicam com o seu perfil de consumidor.

Mulher olhando vitrine com roupas e calçados.
As marcas que seu consumidor consome ajuda analisar o que atrai e interessa ao cliente.

A partir desse levantamento, você consegue pensar diferenciais para sua loja e até ideias para melhorar e conquistar seu público local.

O que esse público valoriza?

Pense no que o seu público valoriza e quais as prioridades dele na hora de adquirir determinado produto. Dessa forma, quando for escolher os modelos de calçados que irão para a vitrine, você elenca esses pontos e opta por itens que vão agradar seu cliente.

Onde seu público se informa?

Elenque canais de informação que seu público utiliza com frequência e, para além disso, aplicativos e sites que ele usa em seu tempo livre. Assim, entende os interesses e anseios do grupo, criando ações e publicações nas redes sociais (se for o caso) que atendam às necessidades dele.

Como o público se comporta?

Pense nos comportamentos sociais e pessoais do seu público-alvo. Quais causas ele apoia? Quais crenças? O que chama sua atenção? O que ele assiste, lê e ouve?

Responder essas perguntas ajuda a familiarizar- se com o perfil do consumidor e a entender seus gostos, preferências e lutas que apoia.

Quais as dores do seu público-alvo?

Entender as dores e os anseios do seu público-alvo ajuda a pensar em modelos de calçados que irão sanar essas necessidades. 

Clique para acessar o kit de planilhas de gestão da Daniel Atacado.

Por exemplo, se você deseja focar no nicho de esporte, algumas necessidades podem ser calçados confortáveis, que não causem dores no corpo, que aguentem o atrito, entre outras. Logo, adquire produtos que sanem esses problemas. Em outras palavras, podemos dizer que você oferece soluções.

Qual o orçamento do seu público?

Essa pergunta é importante para entender a renda do seu cliente e, principalmente, quanto ele consegue pagar pelo produto na sua loja de calçados.

Seu público compra online?

As vendas online já são uma realidade na nossa sociedade. Calçados, móveis, itens de higiene, verduras, roupas e muito mais podem ser adquiridos pelo computador. Por isso, ao analisar seu público, pergunte-se se ele está mais presente no mundo virtual.

Assim, você abre uma loja virtual de calçados ou expande seus negócios para a internet, a fim de conquistar mais espaço e mais consumidores.

Estruture sua persona

Por mais que muitas pessoas pensem que sim, público-alvo e persona não possuem o mesmo significado. Enquanto o público-alvo é uma reunião de dados, a persona consiste na criação de uma personagem que reúne essas informações.

Caderno com as principais informações sobre a persona listadas.
Definir sua persona é dar uma identidade única e específica para seu público.

Sua persona será a imagem de uma pessoa real, com nome, idade, profissão, motivações, frustrações, metas e biografia (curta e direta, porém informativa).

Definir a persona é importante para personificar todos os dados levantados e de fato criar ações e campanhas direcionadas para um sujeito específico. Podemos definir o processo, ainda, como o resultado de toda a sua pesquisa.

Pode parecer uma atividade sem muita necessidade, porém, será muito mais fácil na hora de criar textos, pesquisar imagens, fazer promoções e até comprar produtos, pois você consegue enxergar uma pessoa real ao invés de várias informações.

Por que definir seu público-alvo?

Estruturar seu público-alvo e sua persona oferece uma série de vantagens para sua loja de calçados que devem ser levadas em consideração durante o processo. Entenda algumas delas:

Criação de estratégias assertivas

Com a definição do público-alvo em mãos, é possível traçar estratégias de marketing e comunicação que sejam realmente eficientes. Para isso, utilize os dados coletados sobre o perfil do consumidor de sua loja para criar campanhas, ofertas e promoções.

As necessidades e desejos identificados nas pesquisas devem ser utilizadas no planejamento anual de ações de vendas, que devem considerar também as datas comemorativas, ciclos de compra e tendências de comportamento.

Direcionamento do investimento

Com o público-alvo bem definido, é possível investir em ações que de fato trarão resultados. Caso seu foco seja em adolescentes e jovens adultos, por exemplo, vai encontrar sucesso no meio virtual.

Líderes da loja realizando uma reunião para definir quais gastos serão feitos e em que.
Estruturar seu público-alvo ajuda na hora de definir em que investir dinheiro.

Já consumidores mais velhos podem ser conquistados com panfletos, outdoors, carros de som e até anúncios de rádio.

Economia de tempo

Quando você sabe com quem falar, economiza tempo ao realizar ações mais direcionadas e com menos abertura para erros e falhas, afinal, você desenhou especificamente quem comprará de você e o que ele busca na hora de adquirir produtos.

Mais proximidade com o consumidor

Ao estruturar o público-alvo, você consegue se aproximar com mais assertividade do seu cliente, criando mensagens, campanhas e outros conteúdos que o atrairão para o seu negócio. 

Entender como definir o público-alvo é um dos primeiros e principais passos para a criação de ações que vão chamar a atenção do seu consumidor. Por isso, tire um tempo para realizar a tarefa com calma, com pesquisa e com análise.

Além disso, na hora de realizar a gestão, existem certos materiais e informações que podem te ajudar a crescer no comércio. A Daniel Atacado reúne documentos gratuitos para te auxiliar nesse processo. Clique na imagem abaixo e confira!

Banner para a página de materiais gratuitos do blog da Daniel Atacado.