como fazer um inventário de estoque
Dicas ao Lojista

Como fazer um inventário de estoque para lojas de calçados

Saber como fazer um inventário de estoque é muito mais do que listar e contar todos os produtos. O entendimento das quantidades armazenadas de cada item também revela informações importantes sobre as vendas e o faturamento.

Esse processo possui algumas diretrizes básicas, desde o modo como as informações podem ser organizadas até a frequência com a qual as verificações precisam acontecer.

Neste post, elencamos os principais pontos para guiar a criação de um inventário para lojas de calçados, com dicas para controle de estoque dos produtos. Continue a leitura e confira!

Banner para a loja virtual da Daniel Atacado.

As principais informações de um inventário

O inventário de estoque é a fonte principal de informações sobre os produtos da loja. Quando um cliente procurar por uma determinada numeração, por exemplo, a consulta deve ser precisa.

Dessa forma, alguns dados são fundamentais para o controle do estoque, e devem ser coletados e registrados com exatidão.

Modelo, marca e tamanho

O segmento calçadista é composto por inúmeros modelos diferentes, com cores, formas e estilos para todos os perfis de consumidores. Portanto, guardar dados como numeração, cores, tipo de calçado e marca é essencial.

Muitos calçados armazenados em uma estante.
As informações de um inventário identificam os produtos de acordo com suas principais características.

Quantidades e custos

A quantidade de cada mercadoria também deve ser registrada. Opte pelo número de caixas ou de pares – o que tornar mais fácil o processo. Não se esqueça também de descrever o custo dos produtos por remessa e unidade.

Essas informações são especialmente úteis quando for necessário planejar o orçamento das próximas compras de calçados, ou até para negociar com fornecedores.

As consultas dos clientes também dependem desses dados, possibilitando à loja se manter atualizada e não cometer equívocos no atendimento, o que pode prejudicar a experiência de compra dos clientes.

Contato do fornecedor

Se a loja não tiver fornecedor fixo, vale a pena anotar o contato da empresa responsável pelo abastecimento de cada produto, facilitando o trabalho de saber onde comprar cada modelo.

Data da última compra

Outra informação que pode ser útil é a data da última compra de cada calçado no estoque. Com o tempo, a loja terá uma noção maior sobre seus gastos com reposição, analisando a periodicidade com que abasteceu cada item.

Como fazer um inventário de estoque

Um inventário de estoque completo reúne todas as informações principais sobre os produtos armazenados, para que a equipe envolvida seja capaz de entender a situação atual de cada modelo.

Em teoria, o processo é simples: basta registrar os produtos em uma tabela e manter os dados atualizados, conforme as vendas forem acontecendo. No entanto, a prática pode trazer alguns imprevistos, que acabam dificultando a tarefa.

Clique e baixe o ebook com 7 ideias de ações de vendas para lojistas.

Produtos desorganizados, falta de informação sobre os fornecedores e a própria disposição das prateleiras no estoque podem causar a demora na coleta das informações e, inclusive, resultar em erros nos registros.

Isso sem considerar que, quanto maior a quantidade de produtos, mais complexo será o inventário. Portanto, algumas recomendações para que o processo ocorra da melhor forma são:

  • Mapear as prateleiras: identificando cada espaço de armazenamento, o nível de organização aumenta e o trabalho de encontrar determinados produtos diminui
  • Cadastrar todos os produtos por código de barras: esse tipo de codificação é ideal para se trabalhar com sistemas informatizados, evitando erros de identificação dos produtos e facilitando a busca por informações
  • Etiquetar itens obsoletos: para calçados que não estão com vendas em alta, um sistema de sinalização pode ajudar a economizar tempo em eventuais buscas no estoque
  • Não movimentar mercadorias durante as contagens: o processo de realização do inventário pode ser longo, e as movimentações podem ocasionar erros de apuração
  • Revezar os responsáveis pelas contagens e repeti-las com pessoas diferentes (quem contou a primeira vez, não conta a segunda): a melhor forma de garantir que os dados levantados estão corretos é repetir o processo com outro funcionário

Ferramentas para armazenar informações

Depois de compreender os processos envolvidos em um inventário de estoque, vamos falar sobre as ferramentas que armazenam todos os registros, mantendo a organização e facilitando a consulta.

Planilha de controle de estoque

O principal recurso utilizado por lojistas é a planilha de controle de estoque. Fáceis e acessíveis, elas servem para que toda a equipe possa ter as informações concentradas em um único documento ou plataforma.

Otimize seu controle com uma planilha de controle de estoque.
A planilha de controle de estoque da loja de calçado otimiza toda sua gestão.

Outra vantagem importante são os custos. Mesmo exigindo mais trabalho para configurar e manipular, ferramentas como Google Planilhas e Excel Online permitem a criação de arquivos gratuitamente.

Se tiver dificuldades em criar a planilha, na internet também existem diversos modelos prontos. É só fazer o download e editar conforme a realidade do seu estoque de calçados. O Sebrae oferece algumas opções.

Clique para baixar o ebook com datas comemorativas para lojas de calçados.

É importante destacar que, ao optar por esse método, a planilha deve ser atualizada constantemente e levada a sério. Capacite funcionários para o gerenciamento do documento, mas esteja sempre ciente de todas as movimentações.

Por outro lado, dependendo o tamanho do estoque, o esforço necessário para organizar tudo nessa plataforma pode não compensar, quando comparado a alternativas prontas.

Software de gestão

Um outro caminho são os softwares de gestão, sistemas capazes de gerenciar todos os processos corporativos. Para o segmento calçadista, temos, como exemplo, os programas PDV (ponto de venda).

Integrados ao sistema de vendas, a maior vantagem de um software desse tipo é dar baixa no estoque, assim que um produto for vendido. Aliando esse mecanismo aos códigos de barras, o controle de entrada e saída dos produtos se torna automático e mais resistente a falhas.

Pessoa utilizando um software PDV em um tablet.
Softwares PDV integram os sistemas da loja e facilitam as entradas e saídas no estoque, conectando-o às vendas e compras.

Essas aplicações tornam as operações mais claras, práticas, dinâmicas e intuitivas. Algumas opções oferecem, ainda, a geração automática de gráficos e relatórios que colaboram para o fácil entendimento da situação e tomadas de decisão.

Com a utilização dos softwares, é viável entender o andamento financeiro dos produtos estocados, a previsão de saída, chegada e os cenários futuros.

Por que controlar o estoque?

Ter muitos produtos estocados não é bom sinal. Se os calçados estão parados, significa que as vendas também estão. A relação entre estoque e prateleira precisa ser fluida, cíclica e rotineira.

Não é uma tarefa fácil. Se, por um lado, produtos em excesso significam pronta-entrega, por outro há um grande risco de desaceleração financeira com calçados parados.

A solução é simples: planejamento e organização. Com controle de estoque adequado e competente, as operações são mais assertivas e os riscos com perda de dinheiro são menores.

Banner para a página de download do kit de planilhas de gestão da Daniel Atacado.

Diante disso, o inventário é uma ótima alternativa. Registrar tudo o que está armazenado no estoque é o primeiro passo para melhorar os processos de abastecimento dos produtos.

Com o tempo, a experiência e os dados também vão ajudar a empresa a entender quais calçados precisam de mais atenção, de acordo com o perfil de compra dos clientes da loja.

Quem também ganha com isso é o espaço físico, que possibilita melhor trânsito dos responsáveis no local.

O texto de hoje discutiu um aspecto muito importante na gestão de um negócio calçadista. Contribua nos comentários, contando quais ferramentas a sua empresa utiliza para gerenciar o inventário de estoque, e assine a newsletter da Daniel Atacado para não perder nenhuma novidade do blog!


4 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *