Sapatos casuais em loja de calçados.
Dicas ao Lojista

Saiba como montar uma loja de sapatos com pouco dinheiro

Banner para a loja virtual da Daniel Atacado.

O sonho de iniciar um negócio é parte da vida de muitas pessoas. É comum nos perguntarmos como montar uma loja de calçados, de roupa e até realizar pesquisas sobre qual a melhor maneira de nos inserirmos no varejo.

Se você é um desses que idealiza ter seu próprio estabelecimento para vender calçados, estamos aqui para te ajudar com dicas que te auxiliam a poupar na hora do investimento inicial.

Afinal, iniciar no segmento calçadista sempre é um desafio que pode se intensificar em situações sem muitos recursos financeiros. Essa falta de orçamento, porém, pode ser compensada com um planejamento eficaz e muito trabalho.

Neste post explicamos como montar uma loja de calçados com pouco dinheiro. Confira as 13 dicas, prepare-se e dê início ao seu sonho!

1. Levante todos os investimentos necessários

Realizar o levantamento dos investimentos iniciais é muito importante para abrir a loja de calçados de forma organizada e sem surpresas inesperadas, principalmente no que tange ao financeiro.

Listamos alguns gastos que são necessários e que é importante se atentar ao dar os primeiros passos:

  • Compra ou aluguel do estabelecimento comercial
  • Preparação do estoque
  • Preparação do ambiente interno (balcões de atendimento, sofás para prova de calçados, prateleiras, computadores, itens decorativos, máquinas de cartão, entre outros)
  • Contratação da equipe
  • Taxas de regularização legais do negócio
  • Custos comuns (água, energia e internet, por exemplo)

O valor desses investimentos é bastante relativo, porém é importante compreender as necessidades iniciais da sua loja de calçados antes de começar as negociações para abri-la. Assim, você garante que não terá que interromper o processo por falta de capital.

2. Entenda quem é o seu público-alvo

O ramo calçadista é muito vasto e envolve todas as faixas etárias, o que pode se tornar um obstáculo quando se olha para o valor do investimento no negócio. Por essa razão, para atender a todos os públicos, é necessário aplicar mais capital.

Portanto, segmentar o público-alvo é muito importante, principalmente em um cenário com poucos recursos financeiros. Dessa forma, é possível focar em um nicho mais específico (como o de calçados infantis) e tornar as contas mais enxutas.

Estruturar o perfil do seu consumidor também é importante para preparar a decoração da loja, para abordagem da equipe de vendas e para a estruturação de todas as ações de marketing desenvolvidas, afinal, é para esse público que você irá direcionar seu conceito de sucesso.

3. Faça pesquisas de mercado e concorrência

Essa etapa é inevitável para qualquer empreendimento. Só será possível avaliar a viabilidade real de um negócio a partir de uma boa pesquisa de mercado e de concorrência.

Não poupe esforços em pesquisar sobre os produtos que estão sendo mais vendidos no seu nicho, quais preços estão sendo definidos pelos concorrentes, e fique atento às tendências e às novidades como um todo.

Pessoa realizando uma análise de dados digitais.
A pesquisa de mercado é fundamental para entender como o seu negócio poderá se encaixar no cenário atual de produtos e concorrentes.

Procurar informações sobre o setor calçadista em canais com autoridade no assunto é uma forma de tornar sua pesquisa ainda mais completa. O site da Associação Brasileira de Lojistas de Artefatos e Calçados e o blog da Daniel Atacado são exemplos de espaços online para levantar dados.

A análise de mercado e de concorrência acontece em duas etapas principais: o local em que você está pensando em abrir a loja de calçados (sua cidade ou bairro, por exemplo) e análise geral do segmento, que demonstra suas projeções de crescimento e reúne dados sobre comportamento do consumidor.

A análise local influencia seus preços, olha para a concorrência, analisa qual o melhor lugar para abrir o estabelecimento, elenca qual público-alvo pode ser focado (se não houver uma loja de calçados femininos, por exemplo, é uma possibilidade para atacar o nicho), entre outros fatores.

Já a análise geral olha para comportamentos mais amplos do consumidor. Por exemplo: a Worth Global Style Network (WGSN) realizou uma pesquisa que demonstra como o cliente do futuro será engajado socialmente, pensará em questões ambientais, prezará por processos de compra mais simples e apoiará o comércio local. 

Outro dado interessante sobre o segmento calçadista foi levantado por Roberto Padovani, economista-chefe do Banco Votorantim, que afirma que o setor retomará o crescimento em 2021, desenvolvendo-se cerca de 4% no próximo ano.

Essas análises e informações são adquiridas com pesquisa e leitura de materiais disponíveis em sites focados no varejo de calçados. É muito importante buscar esse conhecimento, a fim de se preparar para abrir a loja e para que ela tenha sucesso tendo em vista as próximas tendências de mercado.

4. Diferencie-se da concorrência

Com a análise da concorrência realizada, é hora de pensar o que você pode trazer de diferente. Nunca copie o que ela faz, buscando, sempre, melhorar a experiência do consumidor no seu estabelecimento.

Essa diferenciação pode estar no seu espaço, por meio de uma decoração mais moderna e atrativa, ou nas vantagens da sua loja de calçados, como a criação de ações de fidelização, entrega de brindes, criação de cupons de desconto para compras acima de determinado valor e até a maior variedade na forma de pagamentos.

Você precisará estar preparado para chamar a atenção dos consumidores, principalmente se abrir uma loja de calçados que concorra diretamente (em questão de público-alvo) com alguma outra já existente.

5. Seja estratégico na escolha da localização

Quando se está pensando em abrir uma loja de calçados com pouco dinheiro, o ponto comercial escolhido faz muita diferença.

Mulher escolhendo modelo de calçados na vitrine.
A localização da sua loja pode ser a responsável por aumentar e diminuir o movimento. Portanto, escolha bem!

Se o lugar for muito movimentado, com ótimo fluxo de pessoas e consumidores, provavelmente há uma chance maior de existir concorrência nos mesmos produtos. Por outro lado, se a loja ficar em um local mais isolado, o número de passantes será menor.

Por isso, a estratégia deve estar bem alinhada. Com um bom estudo do mercado e do segmento, estimativas podem ser levantadas para auxiliar na escolha de um local que faça sentido de acordo com o planejamento da empresa.

Localidades afastadas de áreas centrais da cidade podem ser ótimas oportunidades para a marca. No entanto, sem um estudo abrangente sobre o fluxo de pessoas e sem ações de marketing, a aposta é inviável, visto que as vendas podem ser prejudicadas pela escassez de passantes.

6. Estabeleça um plano de negócios

O planejamento de uma loja de calçados é fundamental para o sucesso desse empreendimento. Alinhado aos outros fatores já discutidos anteriormente, o plano de negócios consolida essas informações e garante a base para a estratégia da empresa.

Para uma loja de calçados de pequeno porte, quando se tem pouco dinheiro para começar, elaborar um planejamento eficaz ajudará a evitar custos, principalmente aqueles relacionados a possíveis imprevistos.

É importante, nessa etapa, considerar cada detalhe que esteja relacionado com o mercado de atuação. No plano financeiro, por exemplo, busque os dados mais recentes sobre todos os custos envolvidos, de produtos a salários.

Banner para o e-book com o Kit de Planejamento Anual.

Há uma série de ferramentas para auxiliar no autodiagnóstico do empreendimento. Uma delas é a análise SWOT (ou FOFA), que permite ter uma ideia rápida do cenário da futura loja de sapatos.

Essa sigla significa: Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças). Esse recurso é um dos métodos mais rápidos para construir um cenário geral de viabilidade da empresa.

Para aplicar essa técnica, é necessário apenas um papel em branco — ou qualquer superfície em que se possa escrever, como um quadro ou um arquivo de texto no computador. Dividindo o espaço em quatro quadrantes, cada um abrigará uma “letra” da palavra SWOT.

Matriz para análise SWOT.
Instruções de preenchimento da matriz SWOT (FOFA).

Além de ferramentas como essa, o site do SEBRAE conta também com um passo a passo para elaboração de um plano de negócios, que traz vídeos didáticos e informações muito bem apresentadas.

7. Verifique todas as exigências legais

Uma parte que não deve ser ignorada são os aspectos legais envolvidos. Informe-se de todas as autorizações necessárias para que seu negócio funcione tranquilamente.

Alvarás, registros em junta comercial e outros órgãos relacionados, além de procurar saber as exigências do segmento de acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC) — como regras para trocas e devoluções — são elementos importantes para montar uma loja de sapatos.

Os documentos básicos para todo lojista que deseja abrir um estabelecimento físicos são os seguintes:

  • Registro na junta comercial do estado
  • Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ)
  • Alvará de abertura junto à prefeitura
  • Alvará do corpo de bombeiros
  • Alvará de licença sanitária
  • Registro de razão social e de nome fantasia
  • Obtenção do contrato social

Portanto, busque levantar cada um deles junto à prefeitura e outros órgãos responsáveis. Caso contrário, sua loja de calçados poderá ser multada e, no pior dos casos, fechada.

8. Pesquise sobre distribuidores atacadistas

O preço dos produtos comercializados é um fator essencial na competitividade do negócio. Para pequenas lojas de sapatos, buscar fornecedores confiáveis e que estabeleçam preços compatíveis com o tamanho da empresa pode fazer a diferença.

Nesse contexto, trabalhar com distribuidores atacadistas é uma boa opção, já que a quantidade maior exigida nos pedidos proporciona preços e formas de pagamento mais acessíveis.

Estoque de calçados.
Distribuidores calçadistas em atacado permitem a negociação de quantidades específicas de produtos, o que pode ajudar no planejamento de custos de uma loja de calçados.

A Daniel Atacado possui conhecimento de mais de 30 anos no ramo de atacado de calçados e é representante exclusiva dos calçados Grendene, dona de consagradas marcas como Melissa, Cartago e Ipanema.

9. Analise bem os calçados que irão para o estoque

Escolhendo os fornecedores de calçados, é hora de pensar estrategicamente nos produtos que irão para o estoque (e, possivelmente, para a vitrine). Os modelos devem agradar seu público e estarem alinhados às tendências, para chamar a atenção.

É importante mesclar entre opção mais casuais e simples e outras mais fashionistas, principalmente se seu público for adolescentes ou jovens adultos. Contar com uma boa variedade de calçados, em diferentes números, é uma forma de garantir que irá atender as necessidades do cliente.

10. Capacite-se para ser um bom líder

A abertura da loja de calçados vem com a contratação de funcionários e de vendedores para atender aos seus clientes. Automaticamente, isso torna você um gestor da equipe.

Portanto, é importante buscar cursos, capacitações e conteúdos para aprender a treinar pessoas, dar feedbacks sem ser agressivo, lidar com situações difíceis com calma e conseguir motivar os funcionários.

Tornar-se responsável por pessoas não é fácil e requer estudo e prática. Na internet, você encontra aulas gratuitas e online. Portanto, pode se especializar sem gastar!

11. Construa uma equipe de vendas capacitada

Para o sucesso da sua loja após a abertura, ter uma equipe de vendas capacitada e pronta para lidar com diferentes perfis de consumidores é extremamente importante. 

Vendedor mostrando calçado para cliente.
Uma equipe de vendas treinada é sinônimo de mais vendas.

Novamente, os cursos online são uma ótima opção, visto que vários são gratuitos. Estimule rodas de conversa e construa um plano de carreira para os vendedores, colocando as capacitações como tarefas a serem cumpridas dentro dele.

Assim, garante que sua equipe está alinhada às novas tendências de abordagem de clientes e de vendas, ao mesmo tempo em que se torna um gestor capaz de construir um ambiente de trabalho pautado em desenvolvimento.

12. Faça um espaço agradável

A decoração não precisa ser o principal foco na hora de abrir a sua loja de calçados, porém, se houver capital para investir, é um elemento que pode, sim, ser um atrativo.

É válido lembrar que um ambiente agradável não é, necessariamente, caro de ser montado. Com móveis simples, porém confortáveis e aconchegantes, é possível criar um espaço que os consumidores gostam de estar. 

A iluminação da loja, o som que está tocando – e o volume –, a disposição dos móveis, a organização do local e o atendimento são pontos primordiais para que o cliente entre e se sinta em casa. 

13. Aposte em canais de divulgação e propaganda online

Hoje, a internet possibilita que muita informação seja disseminada a um custo muito baixo, se comparado aos canais tradicionais de mídia — outdoors, televisão, entre outros.

Portanto, pesquise todos os meios de divulgação possíveis, dando especial atenção ao marketing digital. Esse é, atualmente, o canal de distribuição de propaganda mais acessível e com maior variedade de opções.

Tela do celular com pasta de redes sociais aberta.
As redes sociais são ótimas para divulgar seu negócio, já que são acessadas diariamente por milhares de pessoas.

Redes sociais, como Instagram, Facebook e WhatsApp Business, são ótimos meios de conhecer o público-alvo e se comunicar com seus clientes. No processo de montar uma loja de calçados com pouco dinheiro, apostar na personalização do atendimento também é uma boa estratégia.

Além desses canais, há também muitas outras formas de investir em propaganda, como Anúncios do Google e parcerias com influenciadores digitais.

Primeiros passos para pensar em uma loja virtual de calçados

Falando em internet, existe a possibilidade de optar por abrir a loja virtual de calçados em concomitância com o ambiente físico (ou no lugar dele). No entanto, da mesma forma que um estabelecimento local, o e-commerce pede algumas atenções.

A dica principal é começar devagar. Explore as redes sociais, o marketplace do Facebook, o WhatsApp Business e até marketplaces especializados, como a Magazine Luiza, a NetShoes e o Mercado Livre.

É importante, ainda, se lembrar que alguns passos da criação da loja física também são necessários para a abertura da virtual. Estudar o mercado online, o nicho, legalizar seu negócio, estudar o público-alvo e preparar o estoque é extremamente necessário para atender clientes e construir sua imagem na internet.

Quando começar a ter certo lucro por meio dos marketplaces e das redes sociais, é hora de pensar em uma plataforma de e-commerce para manter sua loja. Magento, Tray e VTEX são alguns exemplos para iniciar a pesquisa.

Também será necessário a ajuda de um programador e, se for possível, de uma equipe de marketing digital para rodar anúncios e tornar seu site mais conhecido.

É possível notar, portanto, que abrir uma loja virtual também demanda análise, planejamento e investimento. Por isso, é importante estudar o cenário antes de montar a sua. 

O meio digital é, com certeza, o futuro. Porém, às vezes é melhor nichar os produtos (como focar em calçados sustentáveis, um ramo crescente) e, principalmente, abrir negócios de acordo com dados da pesquisa de consumidor da WGSN, já comentada neste conteúdo.

Ela salienta, por exemplo, que os clientes começarão, cada vez mais, a prezar por processos de compras facilitados, limpos e simples. Com isso em mente, é possível desenvolver páginas diretas e sem muita informação.

Confira o conteúdo em vídeo

Se você preferir, pode conferir o conteúdo desse texto em um vídeo, feito por nós, da Daniel Atacado:

Esses são alguns pontos que merecem especial atenção no processo de pesquisa para abrir uma loja de calçados. Se quiser conferir mais conteúdos para gestão, acesse a página de materiais da Daniel Atacado e faça o download gratuito!

Banner para a página de materiais gratuitos do blog da Daniel Atacado.

21 Comentário

    1. Olá, Milena! Obrigado pelo contato.

      No blog da Daniel, estamos constantemente produzindo conteúdos do tipo, dentro da categoria Gestão de Negócios.

      Para receber todos os textos por e-mail, você também pode preencher o formulário e assinar a newsletter do blog.

      Espero ter ajudado. Tenha um ótimo dia!

    1. Olá, Robson! Para receber todos os conteúdos do blog, diretamente por e-mail, você pode se cadastrar na nossa newsletter, preenchendo o formulário na lateral do post.

      Obrigado!

    1. Olá Luciano,

      Boa sorte e que Deus te ilumine 🙂

      Continue acompanhando nosso Blog, ele dará bastante ideias e conhecimentos para você gerenciar suas lojas!

  1. Estou me planejando para abrir uma pequena loja de calçados . qual dica vcs me dariam? moda masculina, feminina , infantil ou ambos? e qual valor ideal para começar a loja?

    1. Oi, Givaldo! Tudo bem?
      Então, a melhor dica, nesse caso, é analisar o comércio da sua cidade. Tente encontrar um nicho que não seja tão explorado no seu município, porque as chances de crescer serão maiores. Se não houver muitas lojas de calçados femininos, abrir uma pode ser uma boa escolha! Investir em ambos é interessante, mas certamente precisará de mais investimento. Sobre o valor, varia muito de acordo com os gastos e com o que o senhor quer montar na sua loja de calçados. Portanto, a melhor dica é estruturá-los de forma organizada, separando aluguel, salários, contas de energia, de internet e por aí vai. Qualquer dúvida, procure a gente! Abraços!

      1. Minha maior dúvida é com que começar (público), pois moro em uma cidade pequena e aqui não tem muitas opções em calçados para mim poder ter uma base, será que preciso de tudo um pouco (masculino, feminino e infantil)? Sei que os valores dos calçados não necessita ser alto pois não gira muito dinheiro na cidade.

    1. Oi, Eliomara! As dicas para criar a marca se relacionam com as mesmas para montar a loja. É preciso especificar objetivo, público-alvo, levantar gastos e criar um planejamento bem completo. No caso, você também precisará correr atrás das questões legais e de especialistas em moda para desenhar os modelos.
      Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *