Pessoa segurando sacolas de pano e apoiando o consumo consciente de calçados e produtos.
Dicas ao Lojista

Consumo consciente de calçados: o que é e como se preparar

Infelizmente, a indústria da moda é uma das que mais afeta os recursos naturais. Além disso, algumas marcas acabaram sendo identificadas como praticantes de trabalho escravo, fatos que fizeram com que o consumo consciente de calçados e de outras peças crescesse nos últimos anos.

Caso você não esteja familiarizado com esse termo, não se preocupe. Continue a leitura e conheça tudo sobre consumo consciente de roupas, calçados e acessórios e descubra como preparar sua loja para lidar de forma saudável com esta tendência!

O que significa consumo consciente?

Trata-se de uma filosofia de vida cada vez mais adotada pelos consumidores. 

Ele faz referência ao ato de comprar roupas e peças novas – como calçados – pensando no meio ambiente, na saúde humana e animal e nas condições de trabalho no processo de fabricação

O consumidor consciente abraça as questões relacionadas à moda sustentável, de forma que compreende como esta indústria pode ser perigosa para a natureza e passa a ressignificar seus pensamentos sobre consumo.

Clique para baixar o ebook com datas comemorativas para lojas de calçados.

Esta forma de pensar o que está no guarda-roupa se tornou tão importante no mundo que celebramos, no Brasil, o Dia do Consumo Consciente em 15 de outubro.

No entanto, não somos os únicos a compartilhar desta ideia. Na realidade, o Dia do Consumo Consciente é em 15/10 porque foi nesta data que, em 2008, a Consumers International promoveu uma ação envolvendo 33 países para falar sobre educação a respeito do consumo sustentável.

O sucesso foi tamanho que, mais de dez anos depois, as pessoas continuam se mobilizando para evitar desperdício ao comprar roupas e acessórios.

As seis perguntas do consumo consciente

Pessoa escrevendo as regras de consumo consciente de calçados: reduza, reuse, recicle e repita!
“Reduza, reuse, recicle e repita”, um dos mantras do consumo consciente.

Para compreender melhor o consumo consciente de sapatos e de outros calçados e se preparar, como lojista, para agradar este público, é importante conhecer as seis perguntas que guiam a filosofia.

Elas foram criadas pelo Instituto Akatu, uma organização brasileira que luta por esta causa. Confira as questões abaixo!

1. Por que estou comprando?

Esta questão feita pelo consumidor faz com que ele pense se realmente está comprando determinado calçado porque precisa ou se está sendo movido por um desejo de compra desnecessário.

Ela também leva a pessoa a refletir se não há algo que ela precise mais do que o calçado, e até se não está realizando uma aquisição para lidar com questões emocionais que não deu atenção.

2. O que comprar?

Após definir que de fato a compra precisa ser feita, o consumidor vai analisar os calçados que estão disponíveis no mercado.

Ao pesquisar qual produto comprar, ele não foca apenas na resolução da sua necessidade, mas também nas características do calçado e da marca fabricante

O consumidor consciente busca por itens que durem, que respeitam a natureza e que estejam ligados a marcas alinhadas à sua filosofia de mundo.

Clique para acessar o kit de planilhas de gestão da Daniel Atacado.

3. Como comprar?

Esta pergunta faz o cliente refletir sobre a melhor forma de comprar o calçado pensando no impacto social e ambiental por trás da escolha. 

Questões consideradas pequenas (por algumas pessoas) entram na linha de pensamento, como a sacola utilizada para transportar o produto ou o meio de transporte escolhido para se locomover até a loja.

4. De quem comprar?

A quarta questão talvez seja a que influencia mais diretamente na sua loja. Ao analisar de qual comerciante o cliente comprará o calçado, ele busca conhecer toda a história da marca, do produto e da sua loja.

Novamente, o consumidor analisa se a fabricante do calçado apoia questões ambientais e sociais; se a sua loja valoriza os funcionários; qual o apoio do lojista ao comércio local e muito mais.

Perceba que, nesta etapa, a compra em si é muito mais racional do que emocional. O consumidor consciente se interessa por questões até então ignoradas e compra, dos lojistas, posicionamentos sustentáveis e também socialmente engajados.

5. Como usar?

Pessoa colocando um tênis em uma sacola para armazená-lo de acordo com o consumo consciente de calçados.
O consumo consciente de calçados leva o consumidor a pensar até a forma como utilizará e armazenará o produto.

As duas últimas perguntas são associados ao processo de pós-compra, mas são importantes para o lojista de calçados porque irão influenciar na recompra do consumidor.

Ao pensar de que forma irá utilizar o calçado que foi adquirido, o consumidor reflete sobre as maneiras de fazer com que ele dure mais, além de considerar reparos quando houver danos ao invés de comprar um produto novo.

Assim, é possível notar que a recompra pode ser mais demorada, já que o consumidor consciente fará o máximo para estender a vida útil do calçado por conta de suas filosofias de vida.

6. Como descartar?

Sim, o processo de descarte também se torna uma questão a ser pensada e respondida pelo consumidor consciente. Afinal, quando o calçado de fato perder a qualidade e estragar, ele precisa ser descartado da melhor forma.

As pessoas ligadas a um consumo consciente de calçados irão buscar, sempre, reciclar o produto e não acreditam na expressam “jogar fora”, já que não existe este lugar. Para elas, o “fora” é um pedaço do nosso planeta.

Clique na imagem para baixar o e-book com o Kit de Planejamento Anual.

Como preparar sua loja de calçados?

É perceptível que, com o avanço do consumo consciente, o processo de compra deixa de ser ligado ao emocional e passa a apresentar diversas considerações racionais para antes, durante e depois da aquisição.

Logo, é preciso que a loja de calçados esteja preparada para essas questões, tendo em vista que a tendência é que cada vez mais pessoas sejam movidas por essa filosofia. 

Confira algumas dicas de como ligar o seu negócio ao consumo consciente.

Pesquise sobre os fornecedores

O primeiro passo é fazer a tarefa de casa sobre os fornecedores dos quais você adquire os calçados que serão comercializados. Muitos atacadistas, hoje em dia, estão ligados à luta para um mundo mais sustentável, como a Daniel Atacado.

Analise as marcas de calçados 

Observe com atenção quais marcas de calçados estão disponíveis na sua loja. É importante que pelo menos algumas delas estejam ligadas a questões ambientais e sociais, para que existam produtos mais direcionados aos consumidores conscientes.

Outra ótima dica é apostar nos calçados sustentáveis, tendência que tem crescido cada vez mais e que cria, às vezes, sapatos, chinelos e sandálias completamente produzidos com materiais reciclados.

Se houver apenas marcas relacionadas à polêmicas no seu estoque, é uma boa oportunidade para pensar o que você fornece aos seus consumidores e, também, como está atuando para a construção de um mundo melhor.

Prepare sua loja

Adepto do consumo consciente de calçados escolhendo sapatos.
Mais do que ter marcas e produtos sustentáveis, é necessário que o time de vendas saiba o que significa esta tendência.

Além das marcas disponíveis na loja, é importante alinhar os vendedores sobre esta tendência do mercado e deixá-los treinados para conseguir dialogar com os clientes adeptos do consumo consciente. 

Atente-se aos detalhes

Você não precisa ser um praticante ávido do consumo consciente, mas uma coisa é fato: todos precisam cuidar do mundo em que vivemos.

Por isso, prestar atenção se algumas atitudes estão sendo tomadas na sua loja é de suma importância. A luz do almoxarifado, por exemplo, não precisa ficar ligada o tempo todo, assim como a da cozinha. 

Os vendedores e outros funcionários podem levar seus copos de casa, evitando, assim, o consumo desenfreado de descartáveis e por aí vai. Pequenos costumes já são suficientes para cuidar do meio ambiente e desenvolver uma sociedade mais consciente.

Banner para a loja virtual da Daniel Atacado.

O consumo consciente já é uma realidade entre clientes e consumidores. Conhecer o termo, seus desdobramentos e preparar sua loja para lidar com os adeptos desta filosofia é muito importante.

Caso você concorde com os desdobramentos do consumo consciente, também é uma oportunidade para aderir de vez à causa, tendo em mente a importância de construir um mundo que pensa mais nas questões sociais por trás do comportamento de compra.

Gostou deste conteúdo e quer permanecer ligado nas tendências e novidades sobre o segmento calçadista? Cadastre-se na newsletter da Daniel Atacado e receba as informações diretamente no seu e-mail!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *