gestão de estoque
Dicas ao Lojista

10 dicas para otimizar a gestão de estoque de uma loja de calçados!

Um dos grandes passos para uma gestão eficiente é saber fazer o controle do estoque de forma adequada. E não pense que isso se resume a saber o que entra e o que sai. A gestão de estoque é peça fundamental para o caixa da empresa e a fluidez nos processos corporativos.

Se a prática ainda parece um pouco confusa, confira as dez orientações que listamos para que isso seja realizado de maneira efetiva.

1. Faça o mapeamento do estoque

O primeiro passo para poder melhorar qualquer ponto na administração de uma loja é conhecer todos os seus detalhes. No caso da gestão de estoque, isso significa saber sobre tudo o que está armazenado.

Confira se todos os produtos registrados estão, de fato, guardados em seus devidos lugares. Um inventário de estoque 100% correto é o ponto de partida ideal para qualquer projeto de melhoria.

Nessa etapa também estão inclusos todos os objetos que não são, necessariamente, produtos à venda, como materiais administrativos e ferramentas utilizadas no dia a dia da loja. Por mais que, muitas vezes, eles não sejam armazenados no mesmo local, é importante manter o mesmo nível de cuidado.

2. Estude bem o seu mercado

É fundamental, para o estoque de qualquer empresa, ser coerente com as demandas do mercado: datas sazonais, épocas do ano em que as pessoas saem mais às compras e as novas tendências do mercado devem ser monitoradas a todo momento.

Banner para o e-book sobre Datas Importantes para o Varejo Calçadista.

Cada uma dessas informações pode variar de acordo com a região em que a empresa atua, o perfil de clientes que compram os produtos e até mesmo as conjunturas político-econômicas do país.

3. Conheça todos os processos

Com os dados externos em mãos, é preciso também ser um exímio conhecedor de todos os processos internos, que vão desde o planejamento financeiro e estratégico ao modo como os produtos entram e saem do estoque.

Painel com papéis de planejamento de processos.
Conhecer os processos da empresa é fundamental para entender os pontos de melhoria da gestão de estoque.

Tudo está conectado. A meta de vendas depende da estimativa da entrada e saída dos produtos; o balanço mensal está relacionado com as tendências de mercado que você acompanhou; e assim por diante.

4. Categorize os produtos

Uma forma de entender melhor as demandas de controle de estoque é categorizar os produtos. Utilizando o método da curva ABC, por exemplo, é possível classificar os itens mais importantes para o faturamento da loja.

A curva ABC também é conhecida como análise de Pareto, que trabalha com o princípio 80/20, ou seja, 80% do faturamento da empresa está relacionado com 20% dos produtos. As três categorias se relacionam da seguinte forma:

  • Itens A: são os mais valiosos para a empresa, seja por giro no estoque, margem de lucro ou proporção do faturamento. Em geral, não ultrapassam 20% do total de produtos à venda;
  • Itens B: possuem valor intermediário, sob os mesmos indicadores, e correspondem a 30% do total;
  • Itens C: o restante dos produtos à venda (50% do total), com menor importância e impacto sobre o faturamento da empresa. 

Com as informações captadas, será possível planejar e determinar a quantidade ideal de cada produto para o mês. Afinal, se os produtos estão faltando ou sobrando, haverá uma fragilidade no caixa da empresa.

5. Planeje e se antecipe

Os produtos de sua loja costumam faltar ou sobrar em excesso? Bom, isso é sinal de que não há um planejamento estratégico estabelecido ao estoque. Ele atua sobre o controle dos produtos, a frequência de compra, renovação dos itens e o modo como os processos são realizados.

Um bom planejamento deve ser capaz de guiar as decisões da empresa em diferentes épocas. Qual o período do ano que as vendas crescem mais? Programe-se e antecipe os pedidos. Se a sua empresa fornecedora tem um prazo maior para a entrega do material, acelere o processo e esteja sempre um passo à frente.

Banner para o kit de planejamento anual para lojistas.

6. Organize o espaço físico

Para que as ações planejadas possam ser bem sucedidas, é fundamental manter o espaço físico organizado. Portanto, vale a pena dedicar um tempo para definir os melhores locais para armazenar cada produto.

Inclusive, é importante analisar se o espaço onde o estoque fica alojado está adequado para o recebimento dos produtos. No caso dos perecíveis, atenção redobrada com a higiene do ambiente.

7. Utilize softwares de gestão

Um software de gestão de estoque é uma poderosa ferramenta para automatizar processos, reduzir gastos e otimizar a comunicação interna entre os setores. A integração com o sistema de vendas, por exemplo, proporciona um ecossistema automático para registrar entradas e saídas de produtos.

Pessoa utilizando tablet com software de gestão.
Um software de gestão facilita o acompanhamento do andamento das operações.

Utilizando códigos de barras nos produtos integrados ao software de gestão, a empresa também garante que não haverá erros nas operações de caixa, desde que o cadastro dos itens seja feito da forma adequada.

Atualmente, há no mercado diversos sistemas que são capazes de administrar o controle não só do estoque, mas dos demais âmbitos corporativos, como contas a pagar e receber, panoramas financeiros e fluxo de caixa.

Com o emprego do programa, será possível monitorar com precisão a entrada e saída dos produtos e acompanhar o desempenho mensal de vendas, contribuindo para um melhor controle da saúde financeira da organização.

8. Treine sua equipe

As ferramentas de software existem para facilitar as operações de uma empresa. Elas são fundamentais para lidar com um grande número de informações, que geralmente compõem o cenário do estoque de uma loja.

Porém, a eficiência desses programas depende do esforço e do comprometimento de todos os envolvidos. Portanto, treinar a equipe para lidar com o estoque é essencial para o sucesso do que foi planejado.

Para além da operação dos programas, é preciso garantir eficácia para armazenar os produtos da forma correta e registrar as entradas e saídas de itens do sistema, para que os números correspondam à realidade.

9. Esteja preparado para imprevistos

Imprevistos acontecem a toda hora e em qualquer tipo de negócio. Um lojista bem preparado é aquele que sabe lidar com essas situações inesperadas, agindo para que a empresa não sofra impactos negativos.

O planejamento do estoque deve incluir ações de emergência para esses momentos. Para alguns nichos de mercado, é necessário ter um fornecedor “reserva” e outros espaços para deixar os produtos.

Prateleiras de estoque de produtos.
Um estoque preparado para imprevistos vai garantir que a empresa não perca oportunidades de venda.

10. Continue aprimorando seu sistema

Assim como o mercado vive em mudança, uma boa gestão de estoque nunca deve permanecer da mesma forma. Para se adequar ao dinamismo do comportamento dos consumidores e da produção dos fornecedores, é fundamental revisar o planejamento periodicamente.

Analisando os resultados de um período, a empresa deve atuar nos pontos que não deram certo. Com isso, os processos permanecem evoluindo e o estoque tende a ficar mais robusto.

Dica extra: busque por alternativas

Se você costuma comprar produtos diretamente da fábrica, possivelmente convive com grandes prazos para a entrega. Uma alternativa para fugir dessa dependência é optar por empresas atacadistas.

Embora sejam um pouco mais baratos, produtos comprados direto da fábrica têm um prazo muito maior para serem entregues, o que pode prejudicar em situações de emergência – que exigem abastecimento rápido desses itens.

A grande vantagem do atacado é contar com produtos à pronta entrega. Desse modo, você não corre o risco de ficar sem estoque e enfraquecer o caixa. Ou seja, à medida que os produtos estiverem acabando, há uma facilidade muito maior de fazer a reposição.

Se a sua empresa é do segmento calçadista, a loja virtual da Daniel Atacado pode ser uma boa opção para o fortalecimento do seu estoque. Clique aqui para conhecer!

Banner para o site da Daniel Atacado.

6 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *