Líder realizando reunião com a equipe para falar sobre o plano de carreira para vendedor.
Gestão de Negócios

Plano de carreira para vendedor: como fazer para sua loja

Ao desenvolver um plano de carreira para vendedor, você está criando um ambiente de profissionalização e de crescimento na sua loja de calçados que, certamente, fará com que a equipe se torne mais engajada dentro da empresa.

A lógica é simples: o documento estimula o crescimento profissional e funciona como uma forma de reter talentos, valorizando-os. Além disso, é uma forma de desenvolver a hierarquia da empresa e de colocá-la como referência no mercado de trabalho.

Caso você esteja se perguntando o que é o plano de carreira e, acima de tudo, como defini-lo, basta continuar a leitura para encontrar as respostas. Confira!

Clique na imagem para baixar o e-book com o Kit de Planejamento Anual.

O que é um plano de carreira?

O plano de carreira é um documento que apresenta objetivos profissionais, competências e habilidades que o vendedor — ou qualquer outro colaborador — deve desenvolver para atingir um novo cargo.

É uma forma de orientar como e o que o funcionário deve cumprir para que seja promovido, estabelecendo o caminho a ser trilhado nos próximos anos em que ele ficará dentro da empresa.

Além de direcionar o colaborador, o plano de carreira contribui para a saúde e para a sustentabilidade da loja de calçados. Por meio dele, você consegue promover um gerente de vendas, por exemplo, que esteja alinhado às necessidades específicas do seu estabelecimento ao invés de contratar uma pessoa que precisará de meses para ser treinada.

Líder parabenizando funcionária por sua promoção.
O plano de carreiras cria uma dinâmica de promoções e desenvolve profissionais de acordo com as necessidades da sua loja.

O documento também é uma forma de se destacar no mercado, atraindo funcionários que buscam por um ambiente de crescimento e de desenvolvimento constante.

É importante que o plano de carreira seja compartilhado com o vendedor no momento em que ele começa a ser avaliado. Assim, o profissional pode consultá-lo conforme trabalha, a fim de desenvolver o que está sendo pedido.

Geralmente, o documento é apresentado após os meses de experiência. Então, passa a ser revisado entre os períodos de tempo estipulados por meio de reuniões, nas quais você — ou o líder responsável pelo setor — sentam com o vendedor para discutir como está o desenvolvimento das competências.

O prazo para revisão pode variar entre três e seis meses, para que haja tempo do objetivo virar, de fato, uma prática. Cada competência pode ser, ainda, organizada em “a cumprir”, “em desenvolvimento” e “meta atingida”.

Enquanto o profissional está aprimorando os objetivos, a empresa deve acompanhá-lo e fornecer os materiais necessários para que ele avance. Cursos, livros e treinamentos são alguns exemplos, e você pode encontrar vários gratuitos na internet.

Vendedor fazendo curso para se especializar na internet.
Capacitar-se é parte fundamental para que o plano de carreira se desenvolva.

Os cargos geralmente se estruturam em: vendedor júnior, pleno, sênior, head, coordenador e gerente. No entanto, é válido analisar sua loja antes de definir todos eles.

Dessa forma, entender como funciona o plano de carreira fica mais simples, pois os objetivos e como atingi-los ficam bem claros para todos.

Como fazer o plano de carreira para vendedores?

Estruturar o plano de carreira não deve ser uma atividade realizada sozinho. Na realidade, é preciso estudo e análise para que o documento faça sentido para sua loja de calçados. Entenda como fazer o seu:

1. Converse com a equipe

A melhor forma de entender quais competências devem ser desenvolvidas pela equipe é ouvindo os colaboradores. Faça uma reunião e pergunte para eles quais são os maiores desafios enfrentados no dia a dia, quais barreiras eles já superaram, o que eles gostariam de se tornar, profissionalmente, no futuro e o que mais achar necessário para conhecer a realidade do time de vendas.

Clique e baixe o ebook com 7 ideias de ações de vendas para lojistas.

As questões devem ser definidas para que você conheça sua equipe, quais competências eles já cumprem e quais precisam desenvolver. Escute cada um deles e tente não justificar possíveis comentários. Lembre-se que o seu propósito é reunir conhecimento sobre o trabalho de cada um dos colaboradores.

O ideal é que cada um dê sua opinião. Caso o time de vendas seja mais tímido, converse com cada funcionário separadamente.

2. Estude sua empresa

Além de ouvir a equipe, é fundamental olhar para sua loja de calçados e para a forma como ela se estrutura na hora de definir o plano de carreira. Caso ela ainda seja pequena, não faz sentido ter um coordenador de vendas por enquanto, por exemplo.

É importante que o plano de carreira — e, automaticamente, os salários dos colaboradores conforme eles forem avançando nos cargos — façam sentido para a saúde financeira do seu negócio. Portanto, estipule valores que conseguirão ser pagos, inclusive, em meses de baixa.

É importante, ao mesmo tempo, ter cuidado com diferenças pequenas entre os salários. Afinal, se não houver um benefício real, os vendedores podem não se esforçar na hora de se desenvolver.

Vale a pena realizar uma pesquisa com outras marcas do segmento para entender como elas estruturam o plano de carreira e até pensar em comportamentos que um vendedor de calçados precisa ter antes de ser promovido. 

Dessa forma, estrutura o documento com características específicas do seu negócio. Aliás, fuja de planos já prontos, porque eles podem não contemplar objetivos fundamentais e específicos da sua loja. Se for o caso, use apenas como inspiração.

3. Olhe para o cenário futuro

Estruturar o plano de carreira deve ser uma atividade realizada olhando para as respostas dos colaboradores, para os dados da sua empresa e, também, para as projeções traçadas no planejamento estratégico.

Mulher estudando o cenário futuro da loja para criar plano de carreira para vendedor.
Analise o cenário futuro da sua empresa para entender quais cargos serão necessários em um ano, por exemplo.

Afinal, ao defini-lo, você colocou qual o cenário futuro do seu negócio. Pode ser que, hoje, não faça sentido ter um coordenador de vendas na loja, porém, essa realidade pode ser diferente no período de um ano e é preciso treinar um profissional para assumir a vaga desde já.

Caso você não tenha um planejamento estratégico, vale a pena observar os números dos últimos seis meses e entender como a sua loja vem se comportando. 

A procura tem aumentado? O faturamento aumentou, está uniforme ou diminuiu? Com essas respostas, consegue compreender a realidade atual e definir o que será esperado para os próximos meses, ao mesmo tempo em que se torna apto para estabelecer os cargos que serão necessários para rodar as ações de vendas.

4. Defina os requisitos de cada cargo

Com todos os dados levantados, é hora de definir o que cada colaborador precisa cumprir antes de ser promovido para determinado cargo. Competências, conhecimentos, habilidades e comportamentos de cada nível precisam estar bem claros, tanto para você quanto para o funcionário.

Clique para acessar o kit de planilhas de gestão da Daniel Atacado.

Esse é o momento, também, de separar qual cargo cada um dos seus colaboradores já ocupa. Nesse ponto, a conversa individual é essencial. Explique para cada funcionário o porquê ele estar naquele nível — e não em um superior ou inferior — e ouça o que ele tem a dizer, seja concordando ou discordando.

Estruture com detalhes cada um nos atributos necessários para a promoção. Com o tempo, é válido ouvir os colaboradores e até voltar a pensar sobre algumas competências.

5. Documente o plano de carreira

Essa é a etapa final para criar um plano de carreira para vendedor. Por meio de uma planilha, documente todos os atributos necessários para que a promoção ocorra.

Dessa forma, você e o colaborador conseguirão analisar o que precisa ser desenvolvido dentro de cada nível. Cada funcionário deve ter sua própria planilha, por mais que as competências de cada cargo sejam as mesmas para todos. Essa é uma maneira de não fazer confusão e de não deixar ninguém desconfortável.

Criando as tabelas no Google Planilhas, você consegue criar cópias a partir de um modelo. Apenas lembre-se de nunca alterar a original.

Vale a pena deixar uma coluna para preencher com “a cumprir”, “em desenvolvimento” e “meta atingida”. Assim, você e o funcionário saberão quanto falta para que aquela promoção ocorra.

Planilha sendo editada.
Crie uma planilha para cada funcionário e liste as competências que eles devem desenvolver.

Sempre que uma competência for alterada, é importante informar o colaborador sobre o porquê da mudança. Às vezes, uma pessoa pode deixar de cumprir algo que estava em desenvolvimento e o plano de carreira é uma forma de garantir que isso não acontecerá.

Caso você tenha um setor de RH, pode pedir que eles façam o acompanhamento dos funcionários de acordo com as competências e com os cargos definidos. 

Por que estruturar um plano de carreira?

O plano de carreira é uma forma de colocar tanto o funcionário quanto o seu negócio em patamares mais elevados no mercado de trabalho, de forma a contribuir para ambos os desenvolvimentos.

Quando focamos no colaborador, ele encontra vantagens em pertencer a um lugar que disponibiliza um caminho para o futuro e que cede os insumos necessários para que ele não fique estagnado na sua carreira.

Além disso, o documento ajuda o funcionário a conquistar sucessos, tanto financeiro quanto profissional. Conforme evolui, ele fica motivado, pois possui metas e objetivos a serem cumpridos durante a jornada de trabalho.

Por fim, o plano de carreira também gera transparência e comunicação entre a equipe e a liderança, contribuindo para uma loja mais justa e aberta a ouvir todos os envolvidos.

Já para a loja de calçados, o plano de carreira é uma forma de reter os colaboradores, evitando que o time rode com frequência, um ponto positivo visto que treinar pessoas demanda mais tempo do líder.

É, ainda, uma forma de desenvolver o seu negócio: conforme os funcionários crescem, os números tendem a aumentar, já que existem pessoas treinadas e capazes de levar o estabelecimento rumo ao sucesso.

O plano de carreira também destaca sua empresa da concorrência na hora de contratar profissionais. Com um documento que estimula o desenvolvimento dos funcionários, eles certamente buscarão emprego na sua loja.

Dessa forma, gerir o seu negócio se torna mais simples e com benefícios para todos os envolvidos. Além do plano de carreira para vendedores, existem outros documentos importantes na hora de organizar seu estabelecimento.

Na Daniel Atacado, você encontra materiais gratuitos para baixar e utilizar na loja de calçados. Clique na imagem abaixo e acesse-os!

Banner para a página de materiais gratuitos do blog da Daniel Atacado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *