Trabalhadores segurando uma planta em conjunto.
Gestão de Negócios

Gestão sustentável: como alcançar sustentabilidade no varejo calçadista

O conceito de sustentabilidade se refere à preocupação da humanidade com o consumo de recursos naturais disponíveis na Terra, sem deixar de lado impactos econômico-sociais.

A sustentabilidade, no decorrer dos anos, tem se tornado um assunto de interesse global. Esse conceito se faz presente no dia a dia das empresas e possui impacto direto na relação com os clientes. Portanto, alcançá-la significa trabalhar para uma sociedade melhor e um planeta saudável, e esse conceito é dividido em três pilares: ambiental, social e econômico.

Não à toa, uma parceria entre a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e a Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couros, Calçados e Artefatos (Assintecal) deu origem ao Programa Origem Sustentável. Com apoio do SEBRAE, empresas participantes desse projeto são avaliadas e recebem certificações pela incorporação de práticas sustentáveis em seus processos produtivos.

Confira, neste post, como trabalhar a sustentabilidade no varejo calçadista!

Contribua com a separação do lixo

O aspecto ambiental da sustentabilidade diz respeito ao cuidado com o meio ambiente. No meio empresarial, uma gestão sustentável pode ser traduzida em uma série de pequenas atitudes que, no longo prazo, resultarão em grandes impactos.

Por parte da loja de calçados, uma atitude sustentável é fazer a separação de dejetos e o direcionamento para a destinação correta, por meio da distribuição de cestos de lixo únicos para cada tipo de resíduo.

Isso porque, no varejo calçadista, assim como em qualquer estabelecimento comercial, há um fluxo constante de pessoas durante o dia, que farão uso dos cestos de lixo disponibilizados no local.

Para além do que é descartado pelos clientes, há ainda o lixo produzido por todas as pessoas que trabalham na loja. E, se o local possuir uma cozinha, por exemplo, pode haver o descarte de alimentos.

Cestos de lixo reciclável separados por tipo de resíduo.
Utilizar cestos de lixo separados em categorias é uma atitude de gestão sustentável. Foto: Paweł Czerwiński.

Crie alternativas às sacolas plásticas

Outra dica é utilizar sacolas de papel ou algum material biodegradável como substituição das sacolas plásticas tradicionais (esse tipo de material é um dos maiores agentes de poluição dos oceanos).

As sacolas convencionais possuem um custo-benefício alto, por fornecerem uma boa resistência para carregar o produto e um preço muito baixo de produção. Por isso, há uma certa resistência em substituí-las por materiais mais alinhados com objetivos sustentáveis.

Porém, algumas alternativas — não completamente inofensivas ao meio ambiente, mas menos agressivas — já podem ser encontradas no mercado. Alguns exemplos são:

  • Plástico verde: não é biodegradável; porém, sua matéria-prima é a cana-de-açúcar e não o petróleo;
  • Bioplástico: esse material é feito a base de milho, sendo também biodegradável e com preço baixo;
  • Material reciclado: apesar de não ser descartável, é construído a partir da reutilização de matéria-prima, dando um novo ciclo de vida à sacola que havia sido descartada.

Um passo além seria oferecer descontos para os clientes que trouxerem suas próprias sacolas, incentivando a diminuição no consumo dessas embalagens.

Desenvolva seus funcionários

Uma empresa sustentável socialmente trabalha de forma ativa no desenvolvimento de pessoas. Promover eventos para os colaboradores, visando o crescimento não apenas profissional, mas também pessoal, são bons exemplos de ações nessa direção.

Nesse contexto, há uma série de possibilidades:

  • Cursos de capacitação profissional, nas áreas de vendas e gestão, mas também sobre softwares de uso da loja;
  • Treinamentos sobre novos produtos e lançamentos de calçados, campanhas que serão aplicadas durante o ano e preparação para datas comemorativas;
  • Eventos casuais de integração da equipe, como aniversários e comemorações de conclusão de objetivos da empresa.

Promova ações para a comunidade

Participar de ações sociais, organizar campanhas de arrecadação de alimentos e promover festas beneficentes também são ótimas maneira de exercer a sustentabilidade social.

Comunidade reunida em círculo.
A sustentabilidade social implica preocupação com o desenvolvimento de toda a comunidade. Foto: Dario Valenzuela.

Ao se preocupar com o desenvolvimento da comunidade, o varejo calçadista age pensando no longo prazo, demonstrando cuidado com seus clientes e destacando seus valores.

Com certeza, há muito mais ideias de projetos e atitudes sustentáveis que podem ser realizadas. Deixe, nos comentários, o que sua empresa faria para se alinhar mais com os objetivos em torno da sustentabilidade nos negócios.

2 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *