Dicas ao Lojista

Como expor produtos na loja: dicas para conquistar o cliente

Você sabia que escolher como expor produtos na loja pode influenciar nos resultados do seu negócio? Pois é! Pensar na organização do ponto de venda é um fator importante na decisão de compra do consumidor.

Certamente, você já frequentou algum estabelecimento e percebeu que sua atenção foi captada por determinado produto. Isso acontece porque, quando dentro da loja, a disposição de itens faz parte da experiência de compra.

Portanto, é importante pensar como expor calçados no seu estabelecimento, visto que a forma como eles estão organizados sobre as prateleiras pode captar ou até distrair o cliente — em casos de muitos produtos próximos, por exemplo.

Separamos dicas para que você entenda como expor calçados na loja de modo que eles conquistem seus clientes. Continue a leitura e confira!

Clique e baixe o ebook com 7 ideias de ações de vendas para lojistas.

Separe de acordo com a categoria

Para lojistas focados em mais de um público-alvo (como calçados femininos, infantis e masculino), é válido pensar na exposição de produtos dentro de suas categorias.

Dessa forma, o cliente consegue localizar melhor o que está procurando e pode se encaminhar para a seção que mais lhe interessa. 

Para lojistas que vendem um mix de produtos maior (como calçados e bolsas), essa organização é ainda mais importante para que as pessoas se localizem dentro do estabelecimento de acordo com suas preferências.

Além das categorias de perfil de consumidor, também é importante criar subclassificações. Divida as estantes para que cada tipo de calçado esteja localizado próximo um do outro e os clientes conseguirão, por exemplo, ver todos os chinelos disponíveis ao invés de rodarem a loja à procura dos modelos.

Invista em iluminação

A iluminação é um dos principais elementos para captar a atenção dos visitantes da sua loja de calçados. Por isso, invista em luzes na parte de baixo e de cima das estantes, para que os produtos no ponto de venda fiquem bem visíveis.

Calçados organizados na vitrine com iluminação vinda de cima.
Iluminar os calçados chama a atenção dos clientes para o foco luminoso e, automaticamente, para os produtos.

Além de boa iluminação, é importante que as prateleiras internas estejam instaladas de forma que os produtos fiquem na altura dos olhos dos clientes.

Assim, eles não precisarão abaixar ou ficar na ponta dos pés para enxergar o calçado e seus detalhes. Como a estatura das pessoas é muito variável, uma dica é que os produtos fiquem na altura de, no máximo, 1,5 metro.

Organize por cor

Essa é uma estratégia para expor os produtos de forma que a estética seja valorizada. Organizando-os por cor, você cria um efeito de arco-íris, em que os tons vão gradativamente variando.

Também é uma forma de agradar clientes que já decidiram informações pontuais sobre o que estão procurando, como a coloração. Assim, facilita que eles encontrem o item desejado rapidamente.

Clique na imagem para baixar o e-book com o Kit de Planejamento Anual.

Na hora de organizar os produtos por cor, use a paleta a seguir para que a variação entre os tons seja gradual:

  • Branco
  • Bege
  • Amarelo
  • Laranja
  • Rosa
  • Vermelho
  • Roxo
  • Verde
  • Azul
  • Marrom
  • Cinza
  • Preto

Dessa forma, respeita uma sequência e cria um ambiente esteticamente agradável para os consumidores, além de facilitar a visualização e o encontro dos calçados de acordo com a coloração.

Coloque itens que combinem próximos

Para que a exposição dos produtos aconteça de forma coerente, identifique características comuns entre os modelos de calçados e posicione-os próximos um do outro.

Por exemplo: chinelos, slides e sandálias possuem, geralmente, um design aberto, que conferem um ar de calçados de verão. Logo, deixe-os próximos um do outro.

Essa maneira de organização é uma opção ou uma complementação à separação por cores. A dica é avaliar o que faz sentido para sua loja e investir tempo no que mais atrairá a atenção dos consumidores!

Parte de dentro de uma loja de calçados com estantes brancas e luz posicionada acima.
Observe como, nessa loja, os calçados ficam organizados nos biombos de acordo com o modelo.

Caso você tenha um mix de produtos que se estenda para além dos calçados, pode criar combinações entre eles e tentar guiar o cliente em uma compra casada. Coloque uma bolsa marrom, por exemplo, ao lado de uma sandália no mesmo tom e mostre ao consumidor como os itens formam um combo agradável.

Clique para acessar o kit de planilhas de gestão da Daniel Atacado.

Lembre-se, ainda, de deixar espaço entre os modelos. Quando os calçados ficam todos próximos, o cliente não consegue ver nitidamente nenhum deles devido à quantidade de informação na prateleira.

Identifique áreas quentes e frias

Todo ambiente possui zonas quentes e frias de circulação. Para quem não tem familiaridade com o termo, explicamos:

  • Zonas quentes: são regiões da loja que geralmente chamam a atenção e possuem um grande fluxo de consumidores durante o dia. Também pode ser chamada de área positiva
  • Zonas frias: são partes do estabelecimento que ficam mais vazias e não recebem tanta atenção do cliente. Pode ser conhecida como área negativa

Como exemplos de zonas quentes, podemos citar a parte central das estantes, prateleiras na altura dos olhos e a área de circulação a partir de quatro metros da entrada. Além disso, geralmente, o lado direito da loja tende a ser mais quente que o esquerdo.

Já como zonas frias, podemos citar as entradas e as saídas da loja de calçados, prateleiras próximas ao chão, corredores estreitos e áreas perto do caixa.

Entendendo essas regiões, é preciso usá-las estrategicamente. Deixe produtos com margem de lucro maior nas áreas positivas, pois eles tendem a ter mais saída. Já nas áreas negativas, invista em promoções e produtos coloridos, que chamam a atenção do consumidor.

Colocar produtos menores (como palmilhas) próximo ao caixa é uma ótima estratégia, já que podem levar a compras por impulso. Apenas instrua a equipe a sempre oferecer o item, para que haja um gatilho de desejo no consumidor.

Dê destaque nas promoções

As ofertas da loja de calçados são ótimos atrativos para os clientes. Portanto, é importante que elas estejam bem visíveis, inclusive de longe.

Calçados na vitrine com cartaz de promoção vermelho ao fundo.
Sinalize promoções para que os clientes as identifiquem de longe.

Sinalizar com cartazes, posicionar os produtos em local de destaque e evitar que outros itens roubem “o brilho” da promoção é extremamente importante. Por isso, tente deixar o calçado em oferta sem muitos objetos ao redor.

Outra ideia é separar uma prateleira só para promoção e posicioná-la em uma área fria da loja. Os clientes conseguirão identificar os preços baixos e, provavelmente, a região se tornará uma zona quente.

Mantenha as superfícies limpas

Depois de todas essas dicas, a última é um lembrete para que as superfícies sempre estejam limpas. Prateleiras empoeiradas certamente afastarão clientes e, em ambientes bem iluminados, as sujeiras ficam bastante visíveis.

Crie uma espécie de rodízio entre os funcionários para que, a cada dois dias, um deles passe o espanador nas estantes, prateleiras e demais superfícies da loja. Assim, garante que tudo ficará limpo.

A exposição dos calçados dentro da sua loja é um dos fatores que podem aumentar o faturamento do estabelecimento. Por isso, aplique essas ideias de forma organizada e crie um ambiente propício para as vendas.

Gostou dessas dicas? Então cadastre-se na newsletter da Daniel Atacado e receba conteúdos semanalmente sobre gestão de negócios, tendências de calçados, dicas para lojistas e vendas online. É só preencher o formulário abaixo!


1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *